Voltar 

Localização da Faia de hoje

 
Situada não já no fundo da estreita bacia, como queria o Abade Vasco Moreira, mas numa pequena encosta entre o Prado e o Távora, que ali tem grande extensão de água, da albufeira que a Barragem do Vilar ali entacou, a partir de 1965, desafia em graciosidade paisagística a colina do Senhor da Aflição, que se posta a sul. A norte fica o Oitão em ascenção cada vez mais acentuada.
Fica a povoação localizada no extremo oeste do concelho de Sernancelhe, a 8 quilómetros da sede. Tem 169 habitantes num conjunto de 63 fogos e conta 170 cidadãos eleitores.

Sobre o rio calmo, ou melhor sobre as águas paradas e azuis da albufeira, como que se debruça uma branca e pequena capela entre oliveiras, qual miradouro delicioso e aprazível.

Na depressão que se cava ao fundo do povoado, um idílico e devoto tabulado se implantou, banhado pelas águas remansadas e centrado  pelo obelisco da Virgem, a encaminhar os crentes e curiosos para a dita capelinha do Senhor da Aflição, que tem ruidosa festa popular e religiosa no terceiro domingo de

 

Agosto ou dia contíguo.
Apesar da submersão a que, pelos vistos, foram sujeitos muitos vestígios arqueológicos, é na Faia que se pode examinar a maior necrópole de sepulturas cavadas na rocha (são 21) que se conhecem no concelho.
 

  Voltar