Voltar à página principal

   FIGURAS ILUSTRES DE SERNANCELHE

  Padre João Rodrigues (Tzuzzu)
    Nasceu em Sernancelhe, em 1560 ou 1561. Faleceu em Macau, em 1633. Missionário, China e no Japão, onde foi cognominado "Tzuzzu" (intérprete). Foi autor da primeira Gramática da língua Japonesa e de um dicionário luso-japonês.
Escreveu uma "História da Igreja no Japão e é um verdadeiro vulto da cultura universal. Para além da sua actividade específica notabilizou-se como diplomata e comerciante, promovendo a aproximação da China e Japão, quase sempre via Macau.
    Frei. Roque Do Soveral
    Nasceu em Sernancelhe, em 1570. Faleceu em Tomar, em 1660. Notável pregador (sermão das exéquias da rainha Margarida de Áustria), Geral da Ordem de Cristo, deputado do Santo Ofício e examinador das Ordens Militares.

Autor da "Crónica da Ordem de Cristo" e da "História do Insígne Aparecimento de Nossa Senhora da luz e suas Obras Maravilhosas".  

    D. Francisco Do Soveral
    Nasceu em Sernancelhe, nos fins do SÉC. XVI. Faleceu em Angola, em 1642. Professou na Ordem dos Cónegos Regrantes de Santo Agostinho, foi lente da Universidade de Coimbra, deputado do Santo Ofício e Bispo de S. Tomé, Congo e Angola. Notável pelas suas pregações e caridade, a ele muito devem a civilização e conversão dos indígenas.
    Sebastião José De Carvalho E Melo (Marquês de Pombal)
   
    

Não é certo que tenha nascido em Sernancelhe, mas está indiscutivelmente ligado à terra. Aqui passou os seus, tempos de rapaz, com o tio, Paulo de Carvalho, e de cá foram oriundos os seus mais próximos ascendentes. Seria, aliás, o seu tio quem mandou construir o Solar dos Carvalhos, elegante casa brasonada de Sernancelhe.

Sebastião de Carvalho, bisavô de Pombal, foi senhor do morgado por si próprio fundado em Sernancelhe, em 1634, e residiu na vila. As terras de seu pai no concelho, e depois dele, Marquês, acabaram por vir a pertencer à família Ribeiro Saraiva.

Ilustre estadista, Primeiro Ministro e secretário de Estado do rei D. José, o Marquês de Pombal nasceu em 1699 e morreu em 1782. Entre as suas acções mais importantes destaca-se a reconstrução de Lisboa depois do terramoto de 1755.

    Doutor José De Gama e Castro
    Nasceu em 1795. Faleceu em Paris, em 1873. O rei D. Miguel tornou-o 1º Visconde de Sernancelhe, por serviços à sua causa. Insigne jornalista, fundou e colaborou em diversos jornais portugueses e estrangeiros.
Falava e escrevia em sete línguas. Escreveu "0 Novo Príncipe", profundo tratado de política que lhe granjeou fama.
    António Ribeiro Saraiva
   
       

António Ribeiro Saraiva
Nasceu em Sernancelhe, em 1800, e faleceu em Londres, em 1890. Foi lugar-tenente de D. Miguel e embaixador em Londres. Realizou missões diplomáticas em Inglaterra, França, Alemanha, Áustria, Itália, Rússia Espanha. Jornalista e poeta.

"Saraiva e Castilho", em dois volumes, tem importância relevante para o concelho.

    Abade Vasco Moreira
   
   

Nasceu em Sernancelhe, em 1878, e faleceu em S. João e Tarouca, em 1932. Organizador e primeiro director do Museu de Lamego.

Orador, arqueólogo, historiador e literato, escreveu "Terras da Beira - Sernancelhe e o seu Alfoz" , e a "Monografia do Concelho de Tarouca - História e Arte", como obras maiores.

    Aquilino Ribeiro
   
   

Aquilino Ribeiro
Nasceu no Carregal, em 1885, faleceu em Lisboa, em 1963. Escritor de fecunda obra, com mais de meia centena de livros, é o cronista das terras do concelho, na sua parte poente. "Terras do Demo", Aldeia", "Cinco Reis de Gente", entre outros títulos, são um espantoso retrato de um tempo e de uma região.

 

    Armando De Lucena
   
   

Nasceu em Sernancelhe, em 1886, e morreu em Lisboa, em 1975.

Professor da Escola Superior de Belas Artes, artista e escritor. A "Arte Sacra em Portugal" (dois volumes) e "Arte popular - Usos e Costumes Portugueses" (três volumes) são as suas obras mais significativas.

    Doutor João Fraga De Azevedo
   
   

Nasceu em Sarzeda, em 1909, e faleceu em Lisboa, em 1977. Um dos maiores cientistas da Medicina Tropical.

Foi autor de mais de três centenas de trabalhos científicos divulgados por todo o mundo da ciência.

    Doutor Bernardo Xavier Coutinho
   
   

Nasceu em Ferreirim, em 1909, e morreu no Porto, em 1987. Professor da Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

Notável camonianista, publicista fecundo no campo das Artes, Letras e História. Deixou cerca de meia centena de obras de mérito.

    Cónego José Cardoso
 

 

  Cónego Zé, o Sacerdote zeloso e prestigiado na diocese e no país Assumia-se como o paroquiano colaborante. Quão grande era a sua delicada humildade. Considerado por todos como o homem o amigo das crianças, o padre que «ensinava a ensinar». Edificava a sua presença dinamizante: aparecia nas catequeses; encabeçava a orientação de cursos. Mas ninguém lhe tinha medo. Decoravam-se expressões inteiras suas que revelavam saber e bonomia, ciência e simpatia.
O cónego Zé impõe-se como exemplo de labuta apostólica na atenção à realidade que urge converter numa perspectiva de optimismo, com a paciencia de Deus, mas pondo todos os talentos sempre a render. FAMILIA, ENERGIA VITAL, coroa a série de publicações a que metera ombros, equaciona a problemática da Família, é subsídio valioso para a sua resolução coerente e metódica. E não deixa de ser um invulgar e belo espécime de catequese!

 Voltar à página principal

Olhe a barra de Status